segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O egoismo em nós

O Egoísmo em nós.
Estou acompanhando a novela Fina Estampa e não posso deixar de observar a personalidade da personagem Thereza Cristina.
Mulher rica, arrogante, prepotente, egoísta, desequilibrada, sem noção e extremamente insensível. Fico observando o seu comportamento e comparando com a vida real. Mesmo sendo uma ficção eu imagino como é viver com alguém desse modelo, pois a novela imita a vida e deve sim, ter gente desse jeito, com certeza.
Daí fico imaginando o que é o extremo de ser egoísta e fiquei divagando com meu zíper;
Por mais egoístas que parecemos ser vejo que é impossível alguém ser e viver de forma totalmente egoísta até mesmo ao ponto de (vamos supor) comprar uma ilha para ficar lá “para sempre”, isolado sem precisar de ninguém massageando o próprio umbigo, tal o grau de egoísmo.
Isso me parece ser impossível para um ser humano social, pois depois de alguns momentos o seu ser egoísta passaria a viver um sentimento insuportável e sentiria uma necessidade urgente de se comunicar, de querer falar, de querer ter por perto alguém que lhe ame, sirva, nem que seja para “pisar em cima”, para servir como escravo, pois o seu ego necessita de uma “escada” para se sentir superior, como é caso da personagem.
Ai eu fico só pensando na nossa responsabilidade como espíritos em evolução, que quando criamos e educamos uma criança precisamos observar suas tendências e irmos devagar, desde cedo, despertando essas crianças para a necessidade de dividir, de se doar, de perdoar, de amar incondicionalmente, de se condoer com a dor alheia, despertando a empatia com seu semelhante, de amar e respeitar os animais, a natureza, enfim, de realmente fazer a diferença na encarnação dessa criatura que por algum motivo veio ser alguém muito especial na nossa vida, no seio da nossa família.
Não é à toa que filhos e parentes de um modo geral fazem parte da nossa vida, somos todos devedores e responsáveis uns pelos outros. E os educadores, parentes ou não, têm uma responsabilidade bem maior perante Deus, a de ajudar na evolução desses espíritos.


2 comentários:

  1. Realmente, Clotilde. O egoísmo talvez seja a grande trava de nossa evolução espiritual. Um abraço e parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  2. Clotilde♥Fascioni30 de novembro de 2011 10:17

    Obrigada pela visita Marcelo.♥♥

    ResponderExcluir