domingo, 10 de julho de 2011

Levado da Breca

Levado da Breca
Como já escrevi aqui gosto de palavras e expressões e esta e mais uma interessante,  meio desusada , mas interessante. 

Primeiro, esse nome me veio à lembrança e fui procurar no dicionário. Resultado: breca = cãibra.
 Levado da cãibra? Estranho né? Pois é.


Bem hoje vou contar mais uma da infância do Gilberto, menino peralta (como o definia a mãe dele), levado da breca. Sua infância dá um livro.
Hoje vou contar uma das mais simples que ele contava às gargalhadas, e de tanto rir chegava até às lágrimas.


Certo dia, quando tinha seus dez anos, enquanto faziam o lanche do recreio na escola, ele e seus amigos viram entrando nos fundos do pátio uma égua bonita e bem tratada. Quando ele a viu correu em disparada em direção à égua, e num pulo só, como fazem os índios de filme americano, estilo bangbang, montou no lombo da égua que,  como não podia ser diferente, se assustou e saiu num galope desembestada com ele em cima grudado na crina, em pelo, pois estava sem os arreios.
Em disparada a égua continuou e habilmente, com ele em cima, pulou o muro (baixo) da escola e saiu num galope irrefreável sob os aplausos de toda a escola que assistia o inusitado.
Bem, só para encurtar, ele só conseguiu acalmar a égua horas depois, num pasto do caminho e voltar para casa caminhando suado e com o coração saindo pela boca, pois a escola já tinha fechado e o sol já estava sumindo no horizonte...
Realmente não era fácil dominar o garoto...

Este foi postado no antigo blog em abril de 2006

2 comentários:

  1. Um janota estouvado. Melhor dizendo, um doidivanas. Talvez um pervalvilho...
    Muito bom, Clotilde. Abraços.

    ResponderExcluir