terça-feira, 8 de março de 2016

Palavras e dia da Mulher, tudo junto e misturado...

                                 Palavras e dia da Mulher, tudo junto e misturado...
Palavras são letras agrupadas que vão se modificando ao longo do tempo.
Algumas eu gosto muito e outras acho muito feias, sem falar nos palavrões que falam por si só. Essa foi ótima, hahahah.
Palavras são “seres” mágicos com asas que vão saindo pelas bocas e ficam flutuando no espaço eternamente, dando um colorido a mais na paisagem ou no cenário. Sejam elas faladas ou cantadas. ♫♪♫
As palavras moram em nós, seres criativos por natureza, tão criativos que o cara que inventou as palavras escritas era analfabeto...  ;)
Palavras faladas são seres vivos e imortais que ficam perambulando no ar, no espaço pela eternidade. Muitas são esquecidas e consideradas “mortas”, mas não são; alguém sempre irá descobrir alguma palavra em algum lugar do passado.
Quando proferimos uma palavra ela fica vagando pelo espaço infinito para sempre, ressoando em ondas pelo ar.
Estamos mergulhados num mar de palavras, algumas já silenciosas aos nossos ouvidos, porem vivas em algum cantinho quase adormecidas e até esquecidas.
É só esticar a mão e alcançar aquelas que precisamos usar para nos expressar entre simples ou rebuscadas, pronunciadas erradas e até virando corruptelas. E as gírias então? Algumas são hilárias. Hilária também é nome de gente.
Aliais nome de gente é um caso a parte. Tem uns que são verdadeiros palavrões e a Internet está ai para comprovar tanta criatividade na hora de colocar o nome num filho.
Meus deuses! Tadinhas das crianças e coitados dos adultos que tem que carregar tamanho fardo. O nome é um mantra.
Alguém que se chama desde as primeiras horas de nascido de Austregésilo, Gumercindo, Calpúrnia e sei lá mais qual...mereciam um salário de compensação para comer tudo em chocolate e sorvete...
Gosto em especial de algumas palavras como Antuérpia dá ideia de algo elegante e nobre. Groselha dá ideia de algo gostoso e doce. Já estabacar, indica que realmente a pessoa estabacou-se inteira no chão, não ficando pena sobre pena...
E assim vão passando palavras e mais palavras pela nossa frente ou pela nossa boca alcançando os ouvidos e se espalhando pelo ar.
Adoro palavras novas como as tão na moda agora; Resiliência, Imponderadas e sei lá mais algumas para o momento...
Mas em homenagem ao dia das Mulheres que será comemorado dia oito de Março, quero chamar a atenção para uma coisa que percebi já há algum tempo.
É que me dei conta que os assuntos predominantes entre as mulheres começam com a letra “C”.
Mulher fala muito de: Casa, comida, cachorro, criança, creche, criada, cozinha, cunhada, cabelo, cor, coloração, crespo, corte, cortar, cabeleireiro, chapinha, creme, cravos, celulite, corpo, contas, cartão de crédito, cheques, calcinhas, camisolas, costureiras, corpete, corselete, cotovelo, carro, chefe, colegas, cursos, concursos, camisinha, customização, camiseta, cólicas, credos, correntes, cintas, cintos, cor-de-rosa, cabeça, cefaleia, coxas, “caras”, “coroas”, casamento, “caso”, corresponder, cama, contrato,, crápula, canalha, covarde, companheiro, companhia, compras, cinema, chocolate... etc. ... etc. ... Não necessariamente nessa ordem, é claro.
É só mais uma de minhas observações... Apenas palavras...
 ♫♪ Adeus, cinco letras que choram...♫♫


Um comentário: